Black View - 11.06.2015 Novo time da Converse


Aproveitamos o lançamento do vídeo de apresentação do novo time da Converse para trocar aquela ideia marota com os próprios caras. De quebra, pra rechear, tem várias fotos fodas do Renato Custódio, que acompanhou toda a filmagem.

 

Ainda não viu o vídeo? Não mosca não, tiozão. Assiste e depois volta aqui pra ler os depoimentos do time todo.

 

Biano Bianchin - Converse

Biano Bianchin. (Renato Custódio)

 

Antes de mais nada, um fato importantíssimo: cada um teve apenas dois dias pra filmar a sua parte. Pro Biano então, foi mais complicado ainda: “Tivemos dois dias para fazer todos os corres: filmar skate, entrevista, lifestyle e, no meu caso, construir o pico pra andar no dia seguinte. Foi pesado, mas o resultado ficou muito legal!”.

 

Kaue Cossa - Converse

 

Kaue Cossa. (Renato Custódio)

 

Dois dias é realmente apertado pra filmar uma parte tradicional, mas a ideia do vídeo era justamente ir em outra direção, como explica Kaue Cossa: “Filmamos em poucas sessões, porque é um vídeo que mostra mais o lifestyle de cada um, a identidade e o estilo de skate dessa nova equipe da Cons Brasil”.

 

Felipe Oliveira - Bs rockslide

 

Felipe Oliveira, bs rockslide. (Renato Custódio)

 

Cada um fazia o seu próprio roteiro de picos, sempre na sua cidade natal. Felipe Oliveira chegou até a fazer uma listinha pra não se perder nos picos de Salvador: “Quando fiquei sabendo que ia rolar a viagem pros caras irem filmar minha parte do vídeo em Salvador, comecei a escolher os picos e ir anotando todos que queria andar; meio que fiz um roteiro pros dois dias. Como seria muito rápido, tivemos que usar o tempo e as distâncias entre um pico e outro a nosso favor”.

 

Daniel Crazy - Converse

 

Daniel Crazy. (Renato Custódio)

 

Se Felipe fez lista e roteiro, Crazy deixou as coisas fluírem e os picos foram pipocando: “Na realidade, não teve muita escolha. Os guris chegaram na parte da manhã de uma segunda-feira e, como a gente teve que deixar minha filha em Esteio, já começamos por lá. O nollie heelflip foi na passada pra colar no manual, tipo: “Olha ali!” Fomos no manual e invadimos a casa em construção! Skate de rua mesmo!”

 

Henrique Crobelatti, hurricane

 

Henrique Crobelatti, hurricane. (Renato Custódio)

 

Crobelatti e Kaue  ainda tiveram aquela sorte de trombar a chuva de frente nos dias de filmagem. “No primeiro dia nós colamos na Praça Dina, que fica próximo da minha casa, mas começou a chover. No final do dia, deu uma parada e fomos até um corrimão pelo qual eu tinha passado há um tempo, mas não sabia se rolava de andar. O segurança foi legal e deu para render rápido.”

 

Kaue Cossa - Converse

 

Kaue Cossa. (Renato Custódio)

 

Kaue: “Andei nos picos que tinha em mente pela minha área, foi meio foda por causa do tempo, choveu entre as gravações. Mesmo assim, conseguimos render e deu tudo certo.”

 

Renato de Souza - Feeble Transfer

 

Renato de Souza, feeble transfer. (Renato Custódio)

 

Sobre a sintonia com os videomakers Rafael Jacinto e João Kehl, todo mundo bateu na mesma tecla. Renatinho começa: “Foi divertido demais, me senti como se estivesse andando com meus amigos de muito tempo”. Crazy também se sentiu em casa: “Foi bem legal; pessoal gente fina e dedicado. Rolou uma sintonia massa!”.

 

Biano Bianchi, mayday.

 

Biano Bianchin, mayday. (Renato Custódio)

 

Biano finaliza os confetes pra dupla: “O Rafa eu já conhecia de muito tempo. O João eu conheci nesse trampo; muito de boa, tranquilo, gente fina. O Rafa anda de skate e tem uma outra visão, então a gente  trocou varias ideias. É sempre boa essa troca de informação, poder fazer um trampo com pessoas que trazem outra linguagem pro skate, um tempero diferente pra abrir nossa cabeça. Foi só risada!”.

 

Felipe Oliveira - Converse

Felipe Oliveira. (Renato Custódio)

 

“Pra mim é muito instigante estar junto com esses caras na equipe. Todos os caras com um jeito diferente de se expressar no skate, no jeito de andar, estilo e tudo mais. Ter o Biano e o Crazy como “linha de frente” é inspirador demais; esses caras já viveram poucas e boas, temos muito a aprender com eles! Sem contar nos amadores, cada um do seu jeito, construindo sua historia no skate, colocando seu tempero ali. Ainda vai rolar muita coisa boa”, comenta Felipe sobre seus novos parceiros de time.

 

Kaue Cossa, fs blunt.

 

Kaue Cossa, fs blunt. (Renato Custódio)

 

Pro Kaue “é uma honra fazer parte desse time. Acho bem louca a marca e estar nela agora com esses caras e uma satisfação!”.  Crobelatti lembra de ver os parceiros de equipe nas revistas quando ainda era bem moleque: “É muito da hora e gratificante ao mesmo tempo, o Biano e o Crazy eu já via em revistas e vídeos quando nem imaginava que ia ser skater!”.

 

Biano Bianchin - Converse

 

Biano Bianchin. (Renato Custódio)

 

Biano, que ficou um pouco mais de um ano fora da equipe, comenta a volta ao time e fala sobre os novos parceiros: ”Foi como ter ficado de castigo mas, graças a Deus, deu tudo  certo, vida nova. É bom estar numa marca que te trata com respeito e te valoriza, estou muito motivado e andando muito de skate, agora é so grindón! É muito bom estar com pessoas que pensam diferente e com estilos e idades  diferentes, porque a vida é uma eterna evolução e aprendizagem. Acho muito bom esse mix de estilo e cultura, estou sempre aprendendo com eles, são skatistas que admiro e curto muito o rolê, além da nossa amizade e parceria, que eu acho fundamental numa equipe de skate. Mais novo ou com estilo diferente,  um aprende com o outro, e no fim lutamos pela mesma causa, o skateboarding! Estar com eles me faz querer andar mais e mais!”.

 

Henrique Crobelatti - Converse

 

Henrique Crobelatti. (Renato Custódio)

 

Quando o assunto é criatividade, Crobelatti leva a coisa a sério: “Para mim, é a coisa mais importante, mano, porque se for pensar em manobra, já deram todas. Não tem mais o que inventar. Agora é ser criativo, inovar, sair fora do padrão, porque não existe jeito certo de andar de skate”.

 

Daniel Crazy - Nollie Hard Heelflip

 

Daniel Crazy, nollie hard heelflip. (Renato Custódio)

 

Pro Crazy, skatista é um ser criativo na sua essência: “Skate e criatividade andam juntos, um não vive sem o outro. Na real somos grandes criadores! Para andar de skate temos que ser criativos na vida. Todo skatista é criativo e leva isso consigo para tudo que faz.”

 

Renato de Souza - Converse

 

Renato Custódio. (Renato Custódio)

 

Renatinho falou enrolado, mas falou bonito, então vale a citação pra fechar: “O skate por si só estimula sua criatividade diariamente. Melhor ainda se você tem outros hobbies que possa trazer ou através do skate levar uma nova visão.” Tendeu?

 

Felipe Oliveira

 

Felipe Oliveira. (Renato Custódio)

 

Amanhã (12) tem o Black Room especial com uma porrada de fotos animais que o Custódio tirou durante as gravações do vídeo de apresentação da Converse Brasil. Volta aqui pra ver!

 

 

Share