Black Mind - 21.09.2015 As meninas do Street League e o preconceito


Recentemente, a Street League anunciou as primeiras meninas a competirem no evento (foto abaixo). Imediatamente, começaram a surgir comentários babacas, completamente desnecessários. A Suellen Amaral, a.k.a. Suka, resolveu escrever um texto sobre o assunto, e nós resolvemos publicá-lo, porque o assunto é sério e precisa ser discutido. É irônico e muito triste ver que o skate, que sempre foi alvo de preconceito, ainda abriga pessoas que exercem o mesmo tipo de babaquice dentro do próprio universo.

 

introdução por Felipe Minozzi (Fel)  |  texto por Suellen Amaral 

 

Street League Girls

 

Ontem fui surpreendida por uma notícia: teremos a modalidade feminina na já conhecida Street League. Em seguida, minha amiga Pipa me mandou alguns prints de comentários na foto oficial das meninas e, apesar de não ler nenhuma novidade, mais uma vez fiquei triste.

 

Os comentários são de homens comparando qual é mais bonita, quais são pegáveis, apontando as que “não parecem mulheres”… Ou seja, limitando toda a capacidade de cada uma delas à sua aparência física.

 

Nós, mulheres, nascemos e crescemos moldadas por uma sociedade que nos obriga, a todo custo, a agradar o sexo oposto. Os tempos estão mudando e grande parte de nós já percebeu que não somos obrigadas a NADA. Temos nossa essência, nossa individualidade, nossas vontades, e tudo isso deve ser respeitado. Afinal, não estamos aqui pra agradar homem nenhum, estamos aqui para sermos felizes!

 

SLS GIrls - Comments 01

 

Usar o cabelo grande, salto, maquiagem, decote, se depilar, ou qualquer outra prática que nos deixe socialmente definidas como femininas; nada disso deve ser feito por obrigação, muito menos para agradar alguém que não seja nós mesmas.

 

Então, homens, melhorem. Parem de dizer que tal menina parece um cara, que fulana anda igual a um cara, ou que uma é mais gostosa que a outra, ou mais bonita, ou whatever. Parem de julgar, apenas. Mulheres que se recusam a fazer a performance imposta de feminilidade não deixam de ser mulheres, muito menos se parecem com um homem. Aliás, o que é “parecer um homem”? Elas continuam sendo mulheres, e todas nós estamos cansadas disso tudo.

 

SLS Girls - Comments 02

 

O que me deixa mais feliz ao ver a maioria das selecionadas pro SLS é justamente o fato de elas não estarem preocupadas com o que vocês acham. Elas não desejam sua atenção, muito menos sua aprovação. Estão ali para andar de skate, dar o seu melhor, aproveitar o merecido espaço dentro da competição, o que por si só já demorou demais pra acontecer. Vocês bem que poderiam se preocupar em torcer por elas, ao invés de perder tempo despejando ódio gratuito só porque algo está fora do seu controle. O mesmo vale para as meninas que estão “dentro do padrão” e estão lá também. Aposto que ninguém se dedica ao skate anos e anos para ser chamada apenas de gostosa, ou “pegável”. Todo mundo que está ali é porque andou, se esforçou e, sem dúvida, sofreu muito preconceito e quebrou muitas barreiras pra chegar onde está.

 

Apenas respeite. Pare de ser babaca!

 

As fotos e nomes dos comentários foram suprimidos, pois a ideia aqui é discutir o problema, e não apontar um indivíduo específico. Compartilhe, comente, participe.

Share